Visitas felizes

sábado, 5 de março de 2011

A Pérola Preciosa





Enquanto falava eu vi a pérola, que estava a tanto tempo a espera de ser descoberta. Aquela concha, que foi agredida e machucada, criou camadas para proteger-se. Aquela agressão, provocada por uma substância estranha, gerou algo de grande valor – uma pérola preciosa.
Com tantos sofrimentos que a vida nos traz, com tantas falhas que cometemos, com tantas vergonhas que passamos, pensamos que a vida é injusta e até que Deus não existe. Parecemos que ficamos desamparados, por tudo e por todos.
Aos poucos, aquela humilhação, vai criando dentro de nós revolta, amargura, solidão, fracasso e descrença no bem.
E os amigos? Aonde estão nestes momentos? E nossos familiares, porque não nos entendem? E Deus, porque não arranca de vez essa dor? Cadê todo mundo????
Com certeza as amizades existem, querem nos ajudar, mas ficam impotentes diante dessa dor infinita. Os familiares também estão presentes, mas não conseguem trazer as palavras que trazem esperança.
Parece que tudo está escuro, você não encontra nenhuma direção! Para onde eu vou? A quem devo confiar meus dilemas, e não ser atacada? Quem estará disposto a salvar a minha alma deste naufrágio?
Tantos amigos… mas nenhum supre minha necessidade!
Quantas decepções! Em quem posso confiar?
Talvez você já falou e pensou assim, e sente esta solidão constante. Parece que tudo está bem a seu redor, e seus amigos não percebem essa dor na sua alma.
Por fora, quem te vê, demonstra ser realizado ou feliz com a independência que tens. Mas ninguém sabe que, todas aquelas aventuras, foram para esquecer um pouco o seu vazio e a sua dor. Não sabem que constantemente choras, e sente-se incompleto
Então, foi mais ou menos assim que encontrei aquela pérola: Decepcionada, dolorida, com medo de não ser aceita pelo que fez no passado e etc…
Mas nada daquilo que ela me apresentou, me fez vê-la de uma maneira contrária! Nada! Só vi algo lindo!
E sabe o que foi que eu vi?

--- Eu vi a sinceridade dela na busca de uma resposta. ---

E outra coisa muito linda que eu vi, foi ela aceitar aquelas verdades, nuas e cruas, como a luz no fundo do túnel.
Ao dia seguinte, ela estava ela lá, mostrando sua aceitação, passando por todo processo que eu lhe havia aconselhado.
Não se intimidou como antes, enfrentou seus problemas de cara. Não fugiu! Foi a guerra! Ainda que tivesse que se machucar ou passar vergonha, por não saber usar as armas, ainda assim ela se sujeitou, porque ela aceitou.

--- Ela foi humilde ---

Todas as vezes que enfrentamos os problemas de cara, nos humilhamos, porque queremos buscar a verdade e a justiça. Saiba que as verdades tem um preço, mas ela é o único meio de sermos livres. Nos faz melhores porque estamos flexíveis para corrigir os nossos erros.
_________________________________________________________
retirado: http://vivifreitas.blogspot.com/2010/08/perola-preciosa.html

Que Deus abençoe a todos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário